segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

…segredam-se





Vem deitar-te comigo no leito dos amantes


para que a madrugada não solte o gemido


do ciúme da manhã.



Trago-te nas palpebras do meu corpo


ainda molhado por um trevo de quatro folhas


na nudez dos lençóis arrefecidos.



Vem estender-te onde os medos são silêncios


à procura de um porto de abrigo, nas nossas bocas


entrelaçadas onde os ais…


…segredam-se.





Conceição Bernardino

4 comentários:

Runa disse...

Há segredos que desejamos partilhar com todos...

Bjs

Runa

Luiz Sommerville Junior disse...

Boa madrugada , amiga !

A forma verbal aplicada ao título sugere de imediato um entrançar que não desamarra,pois que segredam-se apesar de transitivo de um para o outro e vice-versa, tem também o tudo do intransitivo que no segredo é dito! Ficando a intimidade incólume e em sagração nesta tua poesia exemplar!

Beijos.

Manuel Rosa disse...

Simplesmente natural e belo.

Tentativas Poemáticas disse...

Olá, cara amiga Conceição

Deixo o meu beijinho de PARABÉNS com desejos de muitas felicidades, sobretudo SAÚDE.
António